Encuentro Transfronterizo de Profesionales de Museos – Encontro Transfronteiriço de Profissionais de Museus

Museos y Accesibilidad – Museus e Acessibilidades

Memória III EncontroTransfronteiriço de professionais de Museus

O Museu de Huelva acolheu nos dias 24 e 25 de Outubro a terceira edição do EncontroTransfronteiriço de Professionais de Museos (ETPM) – Museus e acessibilidade, organizado pela Associação de Museólogos e Museógrafos de Andaluzia (AMMA) e a Associação Portuguesa de Museologia (APOM), com o objectivo de promover relações entre professionais do sector de diferentes regiões e de tornar o património mais acessível e aproximá-lo de toda a sociedade.

Encuentro Transfronterizo Profesionales Museos
ETPM Museus e acessibilidade nasceu há três anos para pôrem contacto professionais da museologia no âmbito privado e público, assim como estudantes de temas relacionados, e o seu principal objetivo é presentar projectos, tocar experiências e aproximar pontos de vista sobre acessibilidade universal à cultura para poder aproximar o património a toda asociedade, dando uma visão real do mundo laboral no sector, promovendo relacões entre professionais de diferentes países e regiões vizinhas para gerar discussões em torno da museologia e museografia.

 

 
A Associação de Museólogos e Museógrafos de Andaluzia (AMMA) e a Associação Portuguesa de Museologia (APOM) organizam este III ETPM, em que alguns dos temas chave que se abordaram foram: Aacessibilidade física a edificios históricos com difícil acesso e Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) como factor chave para o desenvolvimento social e cultural de pessoas com incapacidade e coEncuentro Transfronterizo Profesionales Museosm alto risco de exclusão.
“Procura-se que professionais, empresas, instituições e administrações públicas trabalhem numa mesma direcção para conseguir um património acessível, independentemente das circunstâncias de cada um dos visitantes, sua preparação, interesse, conforto, atenção, valores, predisposição ou nivel de satisfação”, segundo referea AMMA e a APOM. E acrescentam: “Com este Encontro se pretende aumentar a divulgação do museu, e facilitar o consumo cultural como oportunidade para que o novo museu supere as barreiras físicas e intelectuais, coma finalidade de transmitir a mensagem e começar a dialogar com o público”.

 
Este ano celebrou-se a terceira edição de um encontro que foi um verdadeiro êxito, tal como as suas edições anteriores, celebradas em Alcoutim (Faro, Portugal) em 2012; e na UNIA, Universidade Internacional da Andaluzia, em La Rábida (Huelva), em 2013, respectivamente. Em 2012 esta iniciativa obteve o Prémio, na categoria de Cooperação Internacional, concedido pela Associação Portuguesa de Museologia (APOM). Trata-se de um projecto que conta também com o apoio e a colaboração de universidades, museus, administrações públicas, professionais e empresas privadas procedentes de toda a Península.
Este III Encontro Transfronteiriço foi apoiado pelo Conselho de Presidência (Junta de Andaluzia). Contou com a colaboração do Conselho de Educação, Cultura e Desporto (Junta de Andaluzia), da Direcção Regional de Cultura do Algarve (Secretaria de Estado da Cultura, Governo de Portugal) e da Associação CROMA – Comissários Culturais. E ainda com o apoio da Casa-Museu Bonsor, Castelo de Mairena, e da empresa Sevilla Museo Vivo, da Fundação Andaluza de Imagem, Color y Óptica (FAICO), da Fundación Orange, a Universidade de Huelva, da Fundação Museodata, do Instituto Iberoamericano de Museología (IBEROMUS), da empresa GVAM mobile guides for all, da Universidade Pablo de Olavide, da empresa LICEUS, do Museo Carmen Thyssen de Málaga, e do portal de emprego e gestão cultural Cultunet.

DSC_1050Breve resumo do programa:
A inauguração desta terceira edição do EncontroTransfronteriço de Professionais de Museus contou com a presença de Vicente Zarza Vázquez (Delegado Territorial de Educação, Cultura e Desporte da Junta de Andaluzia), Alexandra Gonçalves(Directora Regional de Cultura do Algarve), Pablo S. Guisande Santamaría (Director do Museu de Huelva), Maria Luísa Francisco (Representante da Associação Portuguesa de Museologia, APOM), e Elena López Gil (Presidente da Associação de Museólogos e Museógrafos de Andaluzia, AMMA).

A conferência de inauguração esteve a cargo de Ana Gómez (Casa-Museu Bonsor, de Mairena del Alcor, Sevilla) que falou dos museus e das emoções. Posteriormente, com a Fundação Andaluza de Imagen Color y Óptica (FAICO), fez-se uma mostra virtual de conteúdo cultural em 3D aplicada à acessibilidade. Entretanto, o programa contoucom as intervenções de outros professionais como Francisco Alvarado Cortés(Presidente da CROMA Comisários Culturais) que realizou uma visita técnica pelo Museu de Huelva. Javier Albelo (Responsável de Comunicação da CROMA Comisários Culturais), Clara Mineiro ( Departamento de Estudos, Projetos, Obras e Fiscalização, DEPOF. Direção-Geral do Património Cultural, DGPC), Dália Paulo ( ICOM, Câmara Municipal de Loulé) debateram numa mesa redonda sobre a comunicação dos museus e a linguagem que se utiliza para expresar os seus conteúdos e mensagens. Esta mesa redonda foi moderada por Sol Martín (AMMA, Membro do European Cultural Parliament Youth Network).

 

Encuentro Transfronterizo Profesionales MuseosA conferência de encerramento foi proferida por Filipe Trigo (ULHT, Lisboa / ISMAT, Portimão) que explicou como tornar acessíveis páginas webs e a imagem dos museos. E, na manhã de Sábado, a intervenção de Pablo S. Guisande Santamaría (Director do Museu de Huelva) que acompanhou posteriormente a visita técnica ao antigo Porto Histórico de Palos de la Frontera, à Igreja de S. Jorge e à Casa Museu Martín Alonso Pinzón.
Foram dois dias de encontro entre professionais de museus com um alto nível de debate epartilha de ideias e com problemáticas importantes para ambos os lados da fronteira. Estiveram presentes professionais de toda Espanha e Portugal gerando novos contactos e possibilitando novos projectos.

 
GALERIA DE FOTOGRAFIAS DO III ETPM 2014

 

DSC_0092

 

 

A %d blogueros les gusta esto: