Encuentro Transfronterizo de Profesionales de Museos – Encontro Transfronteiriço de Profissionais de Museus

Museos y Accesibilidad – Museus e Acessibilidades

Perfil dos palestrantes

Abraham Parrado. TURnature

Licenciatura em História da Arte pela Universidade de Sevilha em 2007. Especializado em Museologia e Museografia através da Confederação dos Empregadores de Andaluzia, e em Design Gráfico pelo Instituto de Estudos Europeus.

Coordenador de Projetos Criativos da Universidade Emocional, trabalha diretamente com a Microsoft Espanha, a EDP Renováveis ou a Consejería da Saúde da Junta de Andaluzia. Ele trabalhou como Chefe de Arte Técnica da Colecção Cajasol, colaborando em vários projetos museográficos. Ele tem ensinado e palestras em vários Mestres de Museologia e Património e montou mais de 20 exposições de arte contemporânea.

En 2014 funda TURnature, proyecto innovador de Gestión Cultural y Turística que desarrolla su trabajo en los diferentes municipios de la Sierra Morena Sevillana.

TURnature fundada em 2014, projecto inovador de Gestão Cultural e de Turismo, que desenvolve o seu trabalho nos diferentes municípios da Serra Morena Sevillana.


Alexandra Rodrigues Gonçalves.
Directora Regional da Cultura do Algarve.

Licenciatura em Marketing pela Universidade do Algarve e Mestre em Gestão do Patrimônio Cultural na Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve e da Universidade de Paris.
Doutora em Turismo pela Universidade de Évora, com a tese “A cultura material, a musealização e o turismo: Avaliação da experiência turística em museus nacionais”.

Ele foi conselheira da Cultura da Câmara Municipal de Faro e Investigadora em Turismo da Universidade do Algarve. Numerosas publicações e comunicações sobre o património e do turismo.


Ana Navarro.
Diretora do Museu Arqueológico de Sevilha

Entre maio de 2005 e maio 2013 dirigiu o Museu de Almería. Seu trajetória  anterior ao acesso ao Corpo Superior Facultativo, conservadora de Museus em 2002,  reflete um período de trabalho na materia arqueológica, tanto no trabalho de documentação como em intervenções de campo arqueológica, principalmente em Almeria.

Muitas contribuições como professora, e vários projectos de exposições temporárias têm definido o seu carreira paralelo a gestão do Museu de Almeria, reconhecido pelo European Museum Forum em 2008, como um dos melhores museus europeus. Continua esta linha de trabalho no Museu Arqueológico de Sevilha, centro na pendência da sua renovação integral.


Isabel Ojeda Cruz.
Diretora Geral de Cultura no Ayuntamiento de Sevilha.

Licenciatura em Ciências da Comunicação-Jornalismo pela Universidade de Sevilha, Mestre em Comunicação Empresarial e Protocolo pela Confederação dos Empregadores de Andaluzia e Mestrado em Gestão Cultural da Universidade de Barcelona. Estudos história da arte na Universidade de Sorbonne (Paris) e Especialista em Finanças e Economia da Cultura na Universidade de Dauphine (Paris).

Ampla experiência como professora e escritora; Ela fez a assistência técnica de inúmeras exposições no Centro Andaluz de Arte Contemporaneo. Pertence ao Conselho Científico da revista cultural Periférica da Universidade de Cádiz e do Observatório Atalaya. Tem participado como consultor em várias comissões de teatro e dança do Consejeria da Cultura. Membro da Comissão Técnica do Centro Andaluz deTeatro,  que conduzirá colegialmente a instituição.


Jorge-Martín Pérez. 
Presidente do Instituto Leitura Fácil .

Licenciado em Psicologia pela Universidade Complutense de Madrid, Diploma em Ensino, Mestrado em Direção de Negócios Sociais da Universidade UNED e Especialista em Direção  de Recursos Humanos pela UNED. Tem amplia formação adicional extensivo em inovação social e tecnológica das empresas sociais.

Tem mais de 20 anos de experiência como diretor e gerente de grandes empresas sociais e ONGs. Ele é fundador e presidente da cooperativa especialmente protegida chamada Quarto Setor, do INSTITUTO de LECTURA FÁCIL  e Cátedra da Economia Social, Ética e Cidadania.

Numerosas publicações sobre questões sociais e recebeu vários prêmios por seu trabalho em favor dos grupos mais desfavorecidos.


José Lebrero.
Director del Museo Picasso de Málaga

Licenciado en Ciencias de la Información por la Universidad Autónoma de Bellaterra, cursó estudios de Historia del Arte y Ciencias Políticas en la Universidad de Colonia y Máster en Diseño y Producción Multimedia Digital por la Universidad La Salle-Ramón Llull.

Ha sido conservador jefe del Museu d’Art Contemporani de Barcelona, MACBA, y director del Centro Andaluz de Arte Contemporáneo de Sevilla. Paralelamente ha desarrollado su faceta profesional como comisario, publicado ensayos y artículos en revistas de arte y ha impartido conferencias en centros de arte, universidades y museos. Ha asesorado a museos como el Thyssen-Bornemisza Art Contemporary de Düsseldorf, Institut d’Art Contemporain de Lyon, Museu de Arte de Sao Paulo, Whitney Museum de Nueva York, Fundación Miró, Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía.


José María Salvador González. 
Coordenador Científico do Consórcio MUSACCES

Professor Doutorado (Catedrático Credenciado) no Departamento de História da Arte I (Medieval) da Universidade Complutense de Madrid. Sua linha principal de pesquisa é  a iconografia medieval, com destaque  em Baixa Idade Média. Fundou e dirige o grupo CAPIRE, Coletivo de pesquisa para o Análise Multidisciplinar da Iconografia Religiosa Europeia.

Durante vários anos ocupou posições de gerência no Museu de Arte Contemporânea de Caracas ou o Museu de Belas Artes em Venezuela,  Catedrático na Universidade Central da Venezuela. Na UCM fundou e dirige as revistas acadêmicas Eikon Imago e De Medio Aevo. Nesta instituição também tem participado em vários projectos de inovação.


Juan Diego Castaño. 
Gestão da Comunicação e Conteúdos na Fundação Amalio.

Licenciatura em História da Arte pela Universidade de Castilla-La Mancha e Mestre em Arte, Museus e Gestão do Patrimônio da Universidade Pablo de Olavide (Sevilha).

Desenvolveu sua carreira no Arquivo Central da Agência do Meio Ambiente e da Água da Andaluzia e na Fundação do pintor Amalio ..

Projetos de pesquisa desenvolvidos: Protorrenacimiento em Toledo: O Hospital de Santa Cruz e a Fundação Amalio, um museu próximo à sociedade. Estudos de Caso: A exposição como um ato de comunicação. Fascinado pela cultura e arte; defensor da investigação e de pertar e valorizar o patrimônio através de dinâmicas  que servem de ligação com a sociedade como base para o desenvolvimento dos povos.


Luís  Lanne-Lenne Ortega.
Project Manager do Projeto de Implementação da Leitura Fácil e da Acessibilidade Cognitiva no Instituto Lectura Fácil.

Engenheiro industrial. Especialidade Organização . Diploma em Direção do Empresas pelo Instituto San Telmo, em Sevilha. Mestre em Saúde e Segurança no Trabalho. Universidade de Sevilha. Project Manager Professional.

Consultor Sênior em Estratégia e Desenvolvimento de Organizações Sociais no Quarto Setor, S.Coop.

Com mais de 30 anos de trabalho e experiência de ensino.


Mercedes Delgado Perea.
Perita em desenho e produção de exposições.

Licenciatura em História da Arte e Património e  Especialistaem  Gestão: Organização do Projeto e Produção de Exposições da Universidade de Sevilha.

Ampla experiência em coordenação técnica de exposições e diversos projetos culturais e sociais, assim como em produção e montagem de exposições de arte contemporânea.

A Universidade Emocional, a Associação Cultura In_nita, Fundação Valentin de Madariaga , Sevilha Festival de Cinema Europeu, CAAC, ou Bienal de Arte Contemporânea, são algumas das entidades que têm contribuído para o desenvolvimento da experiência profissional.


Paco Pérez Valencia. 
Artista, museógrafo e Diretor da Universidade emocional.

Doutor pela Universidade de Sevilha. Licenciatura em Belas Artes, especializado em Pintura pela Universidade de Sevilha.

Foi assessor da coleção de arte de a Fundação Cajasol, diretor de Espaço Escala, Centro de Arte e sede da Colecção Cajasol. Director do Mestrado em Espaço de exposição no campo da Museografía criativa  na Fundação Cajasol. Professor no Mestrado em Desenho de Interiores da Universidade Politécnica da Catalunha e professor de Museologia e Espaço de Exposição na Escola Massana de Barcelona e do Instituto Superior de Arte (IART), Madrid. Desde 1991, ele teve inúmeras exposições individuais e participou em muitos outros coletiva.


Sergio Raya Trasierras.
Engranajes Culturales

Licenciatura em História da Arte. Estudante de doutoramento na Universidade de Granada, Mestrado em Gestão Cultural da Universidade de Sevilha.

Fundador da empresa Engranajes Culturales com o seu parceiro Óscar Hernández.

A empresa se dedica à interpretação de actividades ligadas ao património e de ócio ativo como itinerários atividades centrais projetadas, desenvolver conteúdo e comunicar as suas ideias e projectos relacionados com a cultura acessível à sociedade.


Teresa Soldevilla García. 
Chefe da Área de Responsabilidade Social do Museu Marítimo de Barcelona, MMB desde 2007.

Licenciatura em Geografia e História pela Universidade de Barcelona e Pós-graduada em Direção  e Gestão de Instituições, Empresas e Plataformas Culturais pela Universidad Pompeu Fabra.

Como chefe da Área de Responsabilidade Social do Museu Marítimo de Barcelona promove projetos de acessibilidade e de inclusão social, assim como a relação com a comunidade e impulsiona políticas de sustentabilidade.

 

INSCRIÇÃO: clique aqui

Para mais informações : info@etpmuseos.com

A %d blogueros les gusta esto: